HOME SOBRE CONTATO

Resenha: Achados e Perdidos

  Achados e Perdidos  é o livro II da trilogia Bill Hodges do autor Stephen King. Depois de ser o protagonista em Mr. Mercedes (resenha aqui), o Det. Apos. demora a aparecer nesse livro, primeiro o autor nos coloca na cena de um crime e depois de muitos anos, Bill e Holly, que agora virou ajudante de Bill, tentam desvendar esse mistério.

  John Rothstein é um escritor famoso, autor dos livros Jimmy Gold, também uma trilogia. É sobre um personagem que sai de casa para se aventurar no mundo. John nunca gostou do sucesso, não dava entrevistas e nunca publicou mais nada, por mais que já tivesse escrito vários rascunhos de continuação da história que o tornou famoso.

  Morris Bellamy, muito fã dos livros, teve uma vida bem difícil desde sua infância. Sua mãe bem autoritária, não conseguiu mudar o pai que era um alcoólatra e adúltero. Distante de sua vida, Morris encontrou consolo nos livros e se identificou muito com o herói Jimmy Gold, porém, o último livro era motivo de ódio pra ele, detestou o rumo da história....ouvindo boatos de que o autor tinha em sua casa vários rascunhos sobre o personagem, e com a ilusão de que o autor tivesse dado um fim diferente pra ele, Morris resolve arrombar a casa, com a ajuda de dois comparsas, rouba dinheiro (mesmo que esse não era o principal objetivo), os cadernos e no fim o mata.

  Curioso para ler a continuação dos livros, mal teve tempo de pegar nos cadernos, os colocou dentro de um baú e os enterrou num terreno perto de sua casa, certo de que a poeira ia baixar logo pra conseguir lê-los sem distração e perigo algum. Mas, acaba cometendo outro crime e é preso, sem nunca ser descoberto como o assassino do autor John Rothstein.

  Nesse meio tempo, conhecemos a família Saubers, que por ironia do destino (ou não?!), vão morar na antiga casa do assassino. Tom, o pai, foi uma das pessoas que ficaram gravemente feridas no atentado do Mercedes, no livro 1, e, como não consegue arranjar emprego, precisa andar de muletas, é sua esposa, Linda, que sustenta a casa, o que acarreta em várias brigas e discussões entre o casal. Peter e Tina, os filhos, tentam fingir que nada acontece, mas está cada dia mais difícil.

  Em um dia que Peter estava caminhando por um terreno, encontra o tesouro de Morris, e fica fascinado com os cadernos do autor que foram guardados pelo garoto por mais de 4 anos. Durante esse tempo, Morris, consegue sair da cadeia e não encontrando o seu grande tesouro, começa a busca por ele.

  E é nesse momento que Bill entra na história, pois Pete começa a agir de uma maneira estrana e sua irmã busca ajuda.

 O segundo livro da trilogia é tão bom quanto o primeiro (Stephen gênio), não é uma sequência, ou seja, sem ler o primeiro o leitor consegue compreender a história. Diferente do primeiro volume, o foco aqui é em vários personagens e não só no detetive e no grande vilão.

  O autor provou mais uma vez o porquê de ser o best seller do gênero, o típico livro que a gente não larga enquanto não chega o fim!
 Que venha o livro 3!!

 Livro: Achados e Perdidos
 Autor: Stephen King
 Editora: Suma de Letras
 Páginas: 335

 Beijos e até o próximo post.
 Bá

2 comentários:

  1. Oi, Bá!

    Nunca li nenhum livro do Stephen King... Mas você me faz cogitar essa possibilidade toda vez que leio alguma resenha sobre as obras dele aqui!

    Bom fim de semana!
    Beijo grande! =)

    ResponderExcluir
  2. Oiiii

    Como você deve saber eu não sou fã desse gênero, mas tento não fugir de nenhum tipo de livro. Então acho que se algum dia eu tomar coragem para ler esse gênero com certeza vou procurar algum título do autor!! haha

    beijos!

    ResponderExcluir

Comentários são sempre bem vindos, desde que tenham algo a dizer.
Se quiser comentar simplesmente por obrigação pra eu entrar em seu blog e comentar também...saiba que não perderei meu tempo!!
Deixe seu link para que eu possa retribuir a visita!

Obrigada por comentar! (:

© Café com Livros - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento por: Colorindo Design - Tecnologia do Blogger.